Os 3 tipos de eletrocardiograma e cuidados necessários na véspera do exame.

Passará por um eletrocardiograma? Saiba quais cuidados tomar antes de fazer seu exame!

18/09/2019
177

Seu médico cardiologista solicitou o exame de eletrocardiograma, também conhecido por ECG. Este é o exame que apresenta a saúde do seu coração. Se você precisa passar por ele, provavelmente, você sofre com alguma das condições abaixo:

  • Pressão alta;

  • Colesterol alto;

  • Tabagismo;

  • Diabetes;

  • Histórico familiar de doença cardíaca precoce.

O eletrocardiograma vai detectar o ritmo do coração e o número de batimentos por minuto. Com isso, ele pode identificar arritmias, aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio, distúrbios na condução elétrica do órgão, problemas nas válvulas do coração, pericardite, hipertrofia das câmaras cardíacas e demais doenças cardíacas.

O exame poderá ser solicitado para qualquer tipo de pessoa, mas é mais comum após determinada faixa etária. A recomendação para mulheres a partir dos 50 anos e homens a partir dos 40 anos é fazer o ECG padrão anualmente.

Também pode ser recomendado caso apareçam alguns sintomas característicos de problemas cardíacos, como falta de ar, tontura, batimentos cardíacos irregulares e desmaios.

Os 3 tipos de eletrocardiograma

Apesar de existirem três diferentes tipos de eletrocardiograma, todos têm a mesma finalidade. A diferença reside nas formas como cada um deles é feito.

ECG padrão

Também conhecido como ECG de repouso ou de superfície, é a forma mais comum, simples e praticamente indolor do exame. Sua duração máxima é de 5 minutos.

Neste procedimento, o paciente se deita em uma maca, com o peito à mostra, e tem sua pele limpa e desengordurada para receber os eletrodos. Caso o paciente tenha muitos pelos no corpo, será feita uma depilação. Em casos de muita oleosidade na pele, deve ser feita uma limpeza com álcool.

Com a pele pronta, os eletrodos são conectados em partes específicas do corpo, como peitos, braços e pernas.

ECG de esforço

Também conhecido como teste ergométrico, nesse tipo de eletrocardiograma o teste é realizado enquanto o paciente executa algum tipo de exercício físico, geralmente em esteira ou na bicicleta.

Para a boa realização desse exame, o paciente deve se alimentar de forma leve e, no máximo, em até 2 horas antes do exame. O paciente também deve levar roupas apropriadas para a execução dos exercícios físicos.

Os exercícios começam de forma lenta e, gradualmente, se intensificam. O exame costuma durar cerca de 20 minutos, mas o paciente pode parar em caso de exaustão.

A partir desse exame é possível delimitar como o coração do paciente gera o estresse, além de diagnosticar doenças coronárias e determinar a gravidade de cada sintoma.

Holter

Este exame, também conhecido como monitorização de ECG ambulatorial, funciona com um dispositivo, o holter, que é acoplado à pele do paciente. Este dispositivo registra a atividade cardíaca do paciente durante 24 horas. O holter funciona como um aparelho de gravação com fios eletrodos que são conectados no peito do paciente.

Quais cuidados necessários antes de fazer um eletrocardiograma?

NA VÉSPERA DO EXAME:

  • Não fumar nos 30 minutos que antecedem o exame;

  • Não praticar atividades físicas nos 10 minutos que antecedem o exame;

  • Homens: Aparar os pelos do peito um dia antes do exame.

NO DIA DO EXAME:

  • Chegar, pelo menos, 10 minutos antes do horário agendado;

  • Trazer o pedido médico e documento de identidade;

  • Menores de 18 anos deverão estar acompanhados por um responsável;

  • Mulheres: Usar top esportivo ou sutiã sem “arame”.

Veja mais postagens!