5 dicas para seguir e prevenir o câncer melanoma.

Confira as orientações da Dermatologia para prevenir esse tipo de câncer de pele.

24/09/2019
1314

O câncer de pele melanoma é um perigo real. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer da pele. Porém, se diagnosticado e tratado logo no início, o melanoma não provoca metástases e tem enormes chances de cura.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o melanoma não é o tipo mais comum de câncer da pele, mas, é o mais letal. Isso porque ele tem uma grande capacidade de se espalhar para outros órgãos. Os fatores de risco para a doença são: pele clara, exposição exagerada ao sol, pintas que mudam de cor, forma e tamanho e outros casos da doença na família.

Quais são os sintomas do câncer melanoma?

Muitas vezes, o primeiro sinal de melanoma é uma mudança no tamanho, forma ou cor de uma mancha já existente. A regra ABCDE pode ser usada para lembrar o que deve ser procurado*:

  • Assimetria. A forma de metade da mancha não coincide com a outra metade.

  • Borda. As bordas são irregulares, entalhadas ou dentadas.

  • Cor. É muitas vezes desigual. Tons de preto, marrom e canela podem estar presentes. Áreas brancas, cinza, vermelha ou azul também podem ser vistas.

  • Diâmetro. O diâmetro maior que 6 mm.

  • Evolução. A pinta muda de tamanho, forma, cor ou aparência.

Outros sinais de alerta são:

  • Uma ferida que não cicatriza.

  • Expansão do pigmento de uma mancha na pele.

  • Vermelhidão ou inchaço.

  • Coceira, sensibilidade ou dor.

  • Mudança na superfície da pinta.

Alguns melanomas não se enquadram nas regras acima descritas, por isso, é importante consultar o dermatologista, pois só este profissional poderá oferecer o diagnóstico correto.

Ao se expor ao sol, é importante se proteger com roupas e filtro solar. Confira, abaixo, mais 5 recomendações do Conselho Brasileiro de Fotoproteção para cuidar da pele e evitar o câncer melanoma. Lembre-se: a melhor forma de evitar a doença é a prevenção!

5 dicas do Consenso Brasileiro de Fotoproteção para evitar o câncer de pele:

1. Não se expor ao sol no período compreendido entre as 10 e 16 horas do dia. A depender da época do ano (verão, especialmente) e da localidade da exposição, deve-se considerar um período ainda maior de restrição ao sol;

2. Utilizar roupas, chapéus ou bonés que cubram partes sensíveis do corpo, como o rosto;

3. O uso de óculos de sol é recomendado para a prevenção de dano solar aos olhos;

4. A utilização de sombras naturais (cobertura de árvores) ou artificiais (guarda-sóis, tendas, coberturas de edificações ou outras) é sempre medida adicional a ser orientada;

5. Utilizar corretamente o protetor solar, FPS mínimo de 30, é uma medida essencial, e sua seleção e orientação de uso são responsabilidades do dermatologista.


*Fonte: American Cancer Society

Veja mais postagens!